Causa de morte no Aquarela Kids ainda não foi divulgada

A causa da morte da advogada Vanessa Nespoli, de 30 anos, ainda é desconhecida. Mesmo com prazo de 30 dias expirado, peritos da Polícia não concluíram o laudo técnico que definirá o que provocou o desprendimento do carrinho de uma minimontanha-russa a cinco metros de altura.

Felipe Frazão, O Estado de S.Paulo

25 de agosto de 2011 | 00h00

A queda matou Vanessa e feriu o marido dela, Heber Carneiro de Moraes, de 31, Segundo o delegado José Matallo Neto, do 30º DP do Tatuapé, o laudo "deve estar para chegar".

O relatório da perícia é a única forma de determinar o motivo do acidente. O delegado afirma que escutou depoimentos de testemunhas, mas que elas não foram suficientes para apontar o que ocorreu.

Segundo informações de Matallo Neto, o marido da vítima - que foi socorrido no hospital - relatou em oitivas que ele e a esposa estavam no aparelho em movimento e o ambiente era totalmente escuro. "Ele disse que de repente o carrinho despencou e chegou a pensar que aquilo fazia parte do brinquedo." O caso está sendo tratado como homicídio culposo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.