Cativava todos com suas histórias

Antonio Centurion Rodrigues era um grande contador de histórias. Em seus quase 82 anos viveu tantas experiências que era impossível não se hipnotizar com suas narrativas. Suas histórias iam desde as peripécias quando jovem em Catanduva, passando pelas manifestações sindicalistas em São Bernardo nos anos 1970 e 80 e os passeios à fazenda em Arealva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.