Caso Eliza Samudio tem mais dois condenados

Caseiro e motorista do ex-goleiro Bruno cumprirão penas em regime aberto

O Estado de S.Paulo

29 de agosto de 2013 | 02h12

Acusados de envolvimento na morte de Eliza Samudio, Elenilson Vitor da Silva foi condenado nessa quarta-feira, 28, a 2 anos e 6 meses em regime aberto e Wemerson Marques de Souza, a 3 anos, no mesmo regime. Silva era caseiro de Bruno Fernandes e foi acusado de ajudar a vigiar Eliza dentro do sítio do ex-goleiro, em Esmeraldas (MG). Já Wemerson Souza, conhecido como Coxinha, era motorista de Bruno.  Os advogados que defendem Silva e Souza informaram que vão se reunir até sexta-feira para discutir se entrarão ou não com recurso. Já o promotor Henry Vasconcelos afirmou que recorrerá.

Em julgamentos neste ano, o ex-goleiro Bruno (22 anos e 3 meses de prisão) e Marcos Aparecido dos Santos, o Bola (22 anos de prisão), foram condenados pela morte de Eliza Samudio em 2010.

Tudo o que sabemos sobre:
Eliza Samudiogoleiro Bruno

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.