Caso Aref levou à mudança

As medidas que modernizaram o sistema de aprovação de empreendimentos na Prefeitura de São Paulo foram tomadas após o escândalo envolvendo o ex-diretor do Departamento de Aprovações (Aprov), Hussain Aref Saab, suspeito de enriquecimento ilícito - ele adquiriu 125 imóveis à frente do cargo, entre 2005 e 2012. A suspeita é de que R$ 70 milhões tenham sido desviados.

O Estado de S.Paulo

19 de novembro de 2012 | 02h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.