Casarão no centro abriga o Gabinete do Desenho

Restaurada, Chácara Lane, na Rua da Consolação, integra projeto para transformar a região em polo cultural

EDISON VEIGA, O Estado de S.Paulo

03 de dezembro de 2012 | 02h06

Quatro anos depois de ser fechado para restauro, o histórico casarão da Chácara Lane, na Rua da Consolação, no centro da capital, finalmente encontra nova vocação. Foi reaberto no sábado como Gabinete do Desenho, órgão da Secretaria Municipal da Cultura voltado à exibição do acervo da Coleção de Arte da Cidade.

O processo de restauro teve lá seus problemas. Ao custo de R$ 1,2 milhão, a previsão era que tudo fosse concluído no fim de 2009 - um ano após o início das obras. Entretanto, em janeiro de 2010, ainda sem chegar à metade dos trabalhos, a obra parou porque a empresa responsável rescindiu o contrato, alegando "dificuldades financeiras". Em abril de 2010, a casa ainda sofreu um incêndio, que começou na cozinha e destruiu azulejos. O fogo teria sido causado por um curto-circuito. Retomado mais tarde, o restauro foi interrompido outras duas vezes.

Entre 1953 e 1990, o casarão abrigou o Arquivo Histórico Municipal. De 1995 a 2008, a Chácara Lane foi sede do acervo circulante da Biblioteca Mário de Andrade. Desde 2009, o acervo circulante fica na biblioteca.

A recuperação da Chácara Lane e sua reabertura como galeria de arte fazem parte do projeto que prevê transformar a região da Praça Roosevelt no principal polo cultural da cidade. O local ainda preserva um dos últimos trechos de mata com espécies nativas no centro de São Paulo.

Desenho. Dirigido pela historiadora especializada em museologia Vera Toledo Piza, o novo espaço terá mostras temporárias e de longa duração, além de debates e estudos voltados à arte - preferencialmente ao desenho. "Uma vez restaurada, a casa precisava de uso. Então ficou definido que seriam exposições de arte. Mas pretendemos promover oficinas e discussões em torno do desenho", explica Vera.

O acervo da Coleção de Arte da Cidade fica no Centro Cultural São Paulo. Dos 3 mil itens, 70% são desenhos. "A guarda do acervo permanece com o Centro Cultural. Aqui é um espaço expositivo", afirma a diretora.

GABINETE DO DESENHO: R. DA CONSOLAÇÃO, 1.024, CENTRO TELEFONE: (11) 3129-3574 HORÁRIO DE VISITAÇÃO: DE TERÇA A DOMINGO, DAS 9H ÀS 18 HORAS WWW.GABINETEDODESENHO.SP.GOV.BR

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.