Casal pretendia se mudar no mês que vem

Projeto era viver em Valinhos para ter mais qualidade de vida; avó passou a noite com a neta

O Estado de S.Paulo

25 Maio 2013 | 02h03

O casal Fábio de Rezende Rubim, de 40 anos, e Miriam Amstalden Baida, de 37, estava de malas prontas para mudar para Valinhos, no interior, em busca de mais qualidade de vida. "Não era nem por uma questão de violência, era para buscar mais verde, com uma menina pequena", conta o tio de Fábio, o jornalista Celso Ming, colunista do Estado. Eles fariam a mudança em um mês.

Ontem, dia em que Miriam completaria 38 anos, o clima foi de consternação no Condomínio Helvétia, em Indaiatuba, onde o casal foi velado. Para a família, não há revolta. "Estamos arrasados. Sabemos que foi um ato de uma pessoa desequilibrada. O que há é inconformismo por ter acontecido desse jeito, mas ninguém está dizendo que esse cara é um terrorista, um ladrão, um assassino. Ninguém está falando isso. Esse cara é um doente mental", disse Ming.

O tio afirmou que o casal era muito "querido e tranquilo". "Eles eram calmos, viviam andando no condomínio. Eram esportistas, defensores da ecologia. Eu os conheço desde pequenos." Ming contou ainda que sua irmã, Julita de Rezende Rubim, mãe de Fábio, foi até o apartamento de madrugada para ficar com a neta. "Ela ficou muito inquieta, não está entendendo nada." A família ainda vai discutir com quem a menina vai ficar.

O corpo do casal foi velado na Capela Nossa Senhora de Lourdes, onde se casaram nove anos atrás e batizaram a filha no fim do ano passado. "A família está tremendamente chocada, especialmente em um momento em que a baixinha tem um ano e meio, é muito pequenina. De repente, toda essa violência, a gente nunca pensa que vai acontecer com a gente. É um choque tremendo."

Os corpos do casal serão enterrados às 10h de hoje no Cemitério Helvétia, tradicional colônia da comunidade suíça em Indaiatuba. / RICARDO BRANDT

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.