Reprodução Twitter
Reprodução Twitter

Casal invade praia com carro, é atacado com pedra e tenta atropelar agressor em Peruíbe

Segundo a PM, motorista e acompanhante eram turistas e estavam com um carro emprestado

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

02 de janeiro de 2021 | 15h23

SOROCABA – Terminou em confusão, tentativa de atropelamento e acidente a saga de um casal que decidiu passear de carro na faixa de areia da Praia do Guaraú, na tarde desta sexta-feira, 1º, em Peruíbe, litoral sul de São Paulo. Conforme a prefeitura, o tráfego de veículos na praia é proibido e há sinalização. O automóvel foi atacado a pedradas e a mulher que dirigia o veículo tentou atropelar o agressor. As cenas foram registradas por moradores e repercutiram em redes sociais.  

As imagens mostram quando o carro, que rodava pela faixa de areia, foi atacado com uma pedra por um homem. A pedrada acertou o para-brisas. O condutor do veículo deu marcha ré e recebeu novo ataque, com a pedrada acertando o capô. Em seguida, o carro avançou contra o agressor e quase o atropelou, mas acabou colidindo fortemente com um monte de pedras. O automóvel ficou com a frente destruída. O casal ainda discutiu com o homem, enquanto outras pessoas cercam o carro.

Moradores chamaram a Polícia Militar e a equipe interrompeu a discussão. A prefeitura informou que a condutora do veículo foi multada por dirigir em local proibido. Conforme a PM, o casal era turista e estava com um carro emprestado. O dono do veículo compareceu e não quis registrar a ocorrência pelo dano. O autor das pedradas, um guardador de carros, também se negou a dar queixa pela tentativa de atropelamento.

Até a tarde deste sábado, 2, não havia registro sobre a confusão na delegacia da Polícia Civil de Peruíbe. Segundo a polícia, como não houve feridos, a apuração do caso depende de manifestação de qualquer um dos envolvidos, o que ainda não aconteceu.

Tudo o que sabemos sobre:
Peruíbe [SP]atropelamentopraia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.