Casal holandês deixa 3 filhos em barco no Rio

Pescadores ouviram choro de crianças, resgatadas por bombeiros; pais foram indiciados por abandono e não podem deixar o País

Clarissa Thomé / RIO, O Estado de S.Paulo

28 Julho 2011 | 00h00

Os holandeses Hendrikus Petros Maria e Ivete Theodora Adriana foram indiciados por abandono de incapaz após deixar os três filhos, com idade entre 4 anos e 7 meses, sozinhos em um veleiro, ancorado a 300 metros do Iate Clube do Rio, na Urca, zona sul. As crianças foram resgatadas por bombeiros depois que pescadores ouviram o choro que vinha da embarcação.

Os gritos das crianças - um menino de 4 anos, uma menina de 2 e um bebê de 7 meses - foram ouvidos por pescadores, por volta das 20h de anteontem. Eles avisaram o 1.º Grupamento Marítimo (GMar) de Botafogo. Os bombeiros, então, começaram a procurar as crianças entre os barcos ancorados, até encontrar os holandeses, que não usavam coletes salva-vidas.

Os três foram levados para o Iate Clube, onde havia um vernissage do artista plástico Eduardo Camões, com cerca de cem convidados. "Minha mãe veio correndo, dizendo que havia acontecido alguma coisa no mar e crianças estavam chorando", lembrou a empresária Maria Cristina Skowronski-Flynn, que vive nos Estados Unidos e está de férias no Rio.

Como as crianças falam inglês, Maria Cristina tentou acalmá-las. "O menino de 4 anos chorava muito. Ele estava desesperado, não sabia dizer onde os pais estavam. Fomos para uma sala de recreação infantil e pedimos comida para eles, enquanto tentávamos acalmá-lo."

Surpresa. Quando o casal de holandeses voltou, por volta das 21 horas, se mostrou surpreso com a movimentação de bombeiros.

Eles disseram que deixaram as crianças dormindo e saíram em um bote para ir até o barco de amigos. "Os pais chegaram muito assustados, surpresos. O pai reclamou por ter sido vaiado quando entrou no Iate Clube", afirmou Maria Cristina.

"Eu disse que as crianças chegaram chorando muito, mas estavam mais calmas, alimentadas, limpas e hidratadas. Ele ainda disse: "Engraçado, comigo não comem nada. Mas com os outros elas comem"."

Na conversa com Maria Cristina, Hendrikus comentou ainda que já havia deixado os filhos no barco antes e que as crianças ficavam com um rádio para se comunicar com os pais.

A família faz uma viagem pelo mundo que começou há três anos. O Brasil é o último país a ser visitado - ainda está prevista uma parada no Recife, antes do retorno para a Holanda.

Fiança. Uma equipe da Delegacia de Atendimento ao Turista foi chamada para cuidar do caso. O casal foi indiciado por abandono de incapaz, pagou fiança de R$ 1 mil e está impedido de deixar o País.

Um representante do consulado holandês assinou termo responsabilizando-se pela permanência do casal no Brasil e as crianças foram devolvidas para os pais. Ontem, mais calmos, os três irmãos brincavam no parquinho do Iate Clube.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.