Casal é preso por tentar extorquir dinheiro de médico do Incor

Preso em flagrante quando recebia dinheiro, um dos envolvidos confessou que fazia parte do esquema

Paulo R. Zulino, do estadao.com.br,

13 de dezembro de 2007 | 16h22

Um casal de ex-funcionários do Instituto do Coração (Incor) foi preso sob acusação de extorquir o infectologista Davi Uip. Anísio Rossi Júnior, de 44 anos, foi preso em flagrante quando recebia dinheiro de extorsão, cujo valor ainda não foi informado pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo.   Andréia Minessi Fett Rossi, de 32 anos, foi presa na casa de parentes em Bragança Paulista, no interior de São Paulo. Os dois foram detidos na quarta-feira, 12.   Anísio estava na plataforma de embarque do Terminal Rodoviário do Tietê, na zona norte da cidade, quando foi detido por policiais civis. Ainda não se sabe o que o casal tinha de fato contra o infectologista Davi Uip ou se era apenas um golpe para consolidar a extorsão.   No entanto, os dois confessaram que tinham recebido supostas informações para desmoralizar o médico foram passadas por um médico rival de Davi Uip dentro do próprio Incor de São Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
extorsãoDavid Uip

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.