Casal é preso acusado de abusar de sobrinha de 9 anos na zona leste de SP

Acobertado por mulher, homem abusaria da menina com vizinho no Tatuapé; outras crianças teriam sido vítimas

Bruno Lupion, Estadão.com.br

12 de abril de 2011 | 09h57

SÃO PAULO - Dois homens suspeitos de estuprarem por diversas vezes uma menina de 9 anos e uma mulher que teria acobertado o crime foram presos na noite de segunda-feira no Tatuapé, zona leste de São Paulo. Segundo relato da garota, seu tio José Ramos Herculano Rodrigues, de 36 anos, e o vizinho Juvino Antônio da Silva, de 59, abusavam sexualmente dela com o consentimento de sua tia, Fabiana Josefa da Silva, de 28.

 

A garota tem um histórico de abusos, segundo contou à polícia. Abandonada pelo pai, alcoólatra, foi explorada sexualmente pela mãe em Pernambuco até 2010, quando buscou ajuda da polícia para se defender e foi enviada à casa do tio, em São Paulo.

 

Ela contou que, há cerca de um mês, o tio começou a estuprá-la - sob ameaça de um revólver, ela era amarrada e amordaçada. Segundo a criança, a tia sabia da violência e chegou a encontrá-la amarrada em casa, mas consentia com o abuso.

 

Na noite de segunda-feira, com dores na região genital, a menina procurou ajuda de uma vizinha religiosa, que a levou ao Hospital Infantil Cândido Fontoura, na Água Rasa. A enfermeira constatou o estupro e ligou para o 190. Após ouvirem o relato da garota, policiais militares foram à casa do suspeito e prenderam os três suspeitos, que negaram o crime.

 

Mais abuso. Segundo a menina, o tio a forçava a assistir vídeos eróticos e também molestava outras três jovens vizinhas, de 8, 10 e 16 anos. Em uma oportunidade, as quatro garotas teriam sido obrigadas a assistir José Ramos e Fabiana fazerem sexo.

 

Os três adultos estão presos no 30.º Distrito Policial, do Tatuapé, onde foram autuados por estupro de vulnerável - a mulher, como partícipe do crime. A polícia não localizou nenhum revólver na casa de José Ramos e a menina segue internada no hospital.

Tudo o que sabemos sobre:
violênciaestuprotioabusopedofiliaSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.