REPRODUÇÃO
REPRODUÇÃO

Casal é flagrado fazendo sexo em necrotério de hospital

Funcionária viu homem e mulher nus em uma maca; no local, havia corpos à espera de encaminhamento para o IML

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

06 de janeiro de 2016 | 16h18

Atualizada às 18h28

SOROCABA - Um casal foi flagrado tendo relações sexuais em uma maca do necrotério do Hospital Regional de Sorocaba, o maior hospital público da região. O flagra foi dado por uma funcionária quando levava o corpo de um bebê para o necrotério, que funciona no subsolo do hospital. Ela denunciou o caso à diretoria do Conjunto Hospitalar de Sorocaba, responsável pela unidade. A assessoria do Conjunto Hospitalar informou que a apuração sobre o caso foi aberta nesta terça, 5, assim que tomou conhecimento do ocorrido.

O caso ocorreu no dia 27 de dezembro último e, de acordo com os comentários, o homem e a mulher encontrados nus em atividade sexual, seriam funcionários de uma empresa terceirizada e trabalham na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital. Quando o fato ocorreu, havia corpos no necrotério à espera de encaminhamento para o Instituto Médico Legal (IML).

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, a investigação teve início "tão logo a direção do hospital tomou conhecimento da denúncia". Ainda de acordo com a pasta, o caso está "em apuração preliminar interna, logo, não se pode tratar uma denúncia sob investigação como fato".

Escândalo. O Conjunto Hospitalar de Sorocaba recebe pacientes de 48 cidades da região. Em 2011, o Regional esteve envolvido num escândalo, quando membros da diretoria e do corpo clínico foram presos na Operação Hipócrates, da Polícia Civil e do Ministério Público, acusados de fraudar contratos, licitações e o pagamento de plantões médicos. Na ocasião, o conjunto hospitalar sofreu intervenção do Estado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.