Casal acusado de esquartejar crianças em SP começa a ser julgado

Depois do crime, ocorrido em 2008, suspeitos jogaram restos dos corpos dos meninos no lixo

Solange Spigliatti, Central de Notícias

15 Dezembro 2010 | 12h41

SÃO PAULO - Começou na manhã desta quarta-feira, 15, no Fórum de Ribeirão Pires, Grande ABC paulista, o julgamento do segurança João Alexandre Rodrigues e de sua mulher, Eliana Aparecida Antunes Rodrigues, acusados de matar e esquartejar os dois filhos dele, em 2008. Ambos foram indiciados por duplo homicídio qualificado por motivo torpe, ocultação de cadáver e fraude processual.

Segundo o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), o primeiro depoimento foi de uma ex-conselheira tutelar. Depois, começou a depor um guarda civil metropolitano. Durante o julgamento serão ouvidas 12 pessoas, quatro testemunhas de acusação, cinco de defesa de João Alexandre e três de defesa de Eliana.

De acordo com a denúncia do Ministério Público (MP), João Alexandre, de 32 anos, asfixiou um dos filhos na sala enquanto o outro foi morto a facadas por Eliane, de 36 anos. Depois, os corpos foram esquartejados. Membros dos meninos foram jogados em sacos de lixo e descobertos pela limpeza pública.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.