Casagrande recobra a consciência após sofrer acidente em SP

Em observação, ex-jogador passou dia inconsciente; namorada sofreu trauma na coluna cervical, mas está bem

Alexssander Soares, Felipe Grandim e Fabrício de Castro, do Estadão,

23 de setembro de 2007 | 22h53

O ex-jogador de futebol e comentarista esportivo Walter Casagrande Júnior, de 44 anos, recobrou a consciência e passava bem no iníco da noite deste domingo, 23, informou seu médico, Artur Timerman. Ele dirigia um jipe Cherokee Sport que capotou na noite de sábado, 22, em São Paulo. A namorada Karine de Vasconcellos, de 33 anos, também estava no carro.   Veja Também  Casagrande sofre acidente de carro   Ambos estão internados em observação na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Albert Einstein.   De acordo um boletim médico divulgado no início da tarde desde domingo, Casagrande sofreu politraumatismo e alteração do nível de consciência, mas não teve lesões internas. Karine teve trauma na coluna cervical, mas seu estado é considerado bom.   Às 20 horas deste domingo, no entanto, o ex-jogador já tinha recobrado a consciência. "O Casagrande está bem melhor", disse o médico Timerman. "Ele está aqui do meu lado, conversando normalmente." Não há previsão de alta para o casal.   O acidente, que ocorreu às 22h20 de sábado, na Lapa, zona oeste de São Paulo, provocou uma colisão com outros quatro carros estacionados. Segundo o boletim de ocorrência, Casagrande disse à polícia que tinha tomado tranqüilizante, por causa de um tratamento médico, e ingerido "pequena quantidade de vinho". Ele deve responder por lesão corporal culposa (sem intenção)   Socorridos pela Unidade de Resgate, os dois tinham sido levados inicialmente para o Hospital das Clínicas. A Assessoria de Imprensa do HC informou que Casagrande e Karine foram atendidos por volta da 1 hora. O ex-jogador se recusou a fazer qualquer tipo de exame ou ser medicado no HC. Ainda segundo a assessoria do HC, ele estaria "revoltado" enquanto acompanhava a namorada ser medicada.   Após a chegada ao HC, Casagrande solicitou uma ambulância para transferir Karine para o Einstein. A assessoria do HC ressaltou que, quando a ambulância chegou, Casagrande levantou-se e foi embora acompanhar Karine.   Em dezembro, o ex-jogador foi internado na UTI do Einstein após sentir dores fortes no peito e desmaiar na rua. Ele acabou ficando quatro dias no hospital. À época, o diagnóstico foi de queda de pressão arterial e alteração do ritmo cardíaco. O ex-jogador também foi atendido por Timerman.

Tudo o que sabemos sobre:
Casagrandeacidente

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.