Casagrande deixa a UTI e é transferido para quarto do Einstein

Ex-jogador e comentarista recupera a consciência após sofrer acidente de carro, mas não há previsão de alta

Mônica Aquino, do estadao.com.br,

24 de setembro de 2007 | 09h48

O ex-jogador de futebol e comentarista esportivo da TV Globo, Walter Casagrande Júnior, deixou a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Albert Einstein, no final da manhã desta segunda-feira, 24. Casagrande foi transferido para um quarto, está consciente e não tem previsão de alta. O ex-jogador, ídolo do Corinthians nos anos 1980, e sua namorada, Karine de Vasconcellos, sofreram um acidente de carro, na Lapa, na madrugada de domingo.   Mistura de remédio e álcool provoca sonolência    Casagrande dirigia um jipe Cherokee Sport que capotou na Lapa, zona oeste da capital paulista. O ex-jogador sofreu politraumatismo e alteração do nível de consciência, mas não teve lesões internas. A namorada dele teve trauma na coluna cervical, mas seu estado é considerado bom pelos médicos.   O boletim de ocorrência não mencionou a velocidade do veículo, ressaltando que as circunstâncias do acidente ainda serão apuradas. O Cherokee de Casagrande atingiu a traseira e a lateral de um Peugeot 206, estacionado na altura do número 831 da Rua Tito, na Lapa. O impacto da colisão foi tão grande que o Cherokee capotou em cima de um Corsa estacionado logo em frente. Os dois ainda atingiram um Fiat Uno, que, por sua vez, acertou a traseira de um Honda Civic. O Peugeot e o Corsa tiveram perda total.   Socorridos pela Unidade de Resgate, Casagrande e Karine foram levados inicialmente para o Hospital das Clínicas. A Assessoria de Imprensa do HC informou que eles foram atendidos por volta da 1 hora. O ex-jogador se recusou a fazer qualquer tipo de exame ou ser medicado e pediu para ser transferido para o Albert Einstein. A assessoria informou que ele estava "revoltado". Segundo o hospital, quando a ambulância chegou, Casagrande levantou-se e foi embora para acompanhar a namorada.   Esta é a segunda vez que Casagrande fica na UTI do Einstein. Em dezembro, foi levado ao hospital após sentir dores no peito e desmaiar na rua. O diagnóstico foi de queda de pressão arterial e alteração do ritmo cardíaco. Ele teve alta após quatro dias.

Tudo o que sabemos sobre:
acidente de trânsitoCasagrande

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.