Cartório escolheu nome da Nenê da Vila Matilde

'Não escolhi fundar a escola. Fui escolhido', diz seu Nenê, fundador da agremiação

Marcela Spinosa, do Jornal da Tarde,

13 Fevereiro 2009 | 03h02

1º de janeiro de 1949. Um grupo de jovens vai ao cartório registrar a escola de samba que querem fundar. Em frente ao escriturário discutem que nome dariam à agremiação: 1º de Janeiro ou Unidos do Marapés. Cansado, o funcionário pergunta o nome do rapaz que sambava ao longe. E ouve: Nenê.     Veja também: Seu Nenê de volta à avenida    Cobertura completa do carnaval 2009   Blog: dicas para quem quer curtir e para quem quer fugir da folia Especial: mapa das escolas e os sambas do Rio e de SP       Ele, então, sugere que batizem a escola de Nenê. A turma topa e acrescenta Vila Matilde, referência ao bairro onde moravam. Nascia aí a Nenê de Vila Matilde. "Não escolhi fundar a escola. Fui escolhido", diz seu Nenê, fundador da agremiação. Para ele, os carnavais inesquecíveis da escola são o de 1985, quando a Nenê foi campeã em São Paulo e desfilou no Rio e, o de 2002, quando a escola se apresentou em Portugal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.