Carros são incendiados durante a madrugada na zona leste

PM acredita ser uma retaliação de criminosos às prisões efetuadas constantemente na região

Solange Spigliatti, do estadão.com.br,

01 de agosto de 2010 | 12h47

Autoria incerta. PM acredita que incêndios são uma retaliação de criminosos

 

SÃO PAULO - Pelo menos 10 veículos foram incendiados durante a madrugada deste domingo, 1, na zona leste de São Paulo, segundo informações do Centro de Operações dos Bombeiros (Cobom). Ninguém ficou ferido.

 

Veja também:

Batalhões dos Bombeiros estão em alerta em SP

Bandidos atacam quartel da Rota em São Paulo

Suspeito de ataque já tinha passagens pela polícia

Tenente-coronel da Rota sofre atentado

Goldman vê 'possibilidade zero' de nova série de ataques do PCC

 

Segundo a Polícia Militar, alguns dos carros eram carcaças estacionadas na rua. Ainda não há informação se os casos estão relacionados, de acordo com a PM, que acredita ser uma retaliação de criminosos às prisões efetuadas constantemente na região.

 

Os incêndios, de acordo com o Cobom, começaram por volta das 0h23 e seguiram até as 3h40 de hoje. Foram registrados pelos bombeiros dois incêndios em Arthur Alvim, dois em Lajeado, um no Jardim Helena, dois na Vila Aimoré, um em Itaquera, um na Vila Carrão e um em A.E.Carvalho.

 

A Secretaria de Segurança Pública (SSP), porém, registrou apenas três. Um deles em São Miguel Paulista, onde um Fiat Linea ano 2010 foi incendiado por volta da 1h40. O carro, segundo a SSP, foi roubado na área do 59ºDP, no Jardim Noemia e o dono não havia feito o boletim de ocorrência.

 

Outro caso ocorreu em Guaianases, onde o responsável por um pátio de veículos apreendidos pelo Estado conseguiu apagar os chamas que apareceram em frente ao portão do imóvel, por volta da 1 hora. Nenhum carro foi atingido. Já no bairro de Burgo Paulista, um Passat 1980 foi encontrado incendiado por volta das 2h10.

Tudo o que sabemos sobre:
incêndiozona lestecarros

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.