Corpo de Bombeiros/Divulgação
Corpo de Bombeiros/Divulgação

Carros batem, caem em ribanceira e deixam quatro mortos em Itajobi

Quando o serviço de resgate chegou, nenhum dos ocupantes dos automóveis tinha sobrevivido

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

11 de novembro de 2018 | 19h22
Atualizado 12 de novembro de 2018 | 13h08

Correções: 12/11/2018 | 13h08

SOROCABA – Dois carros caíram numa ribanceira com oito metros de altura, depois de baterem de frente, no final da noite deste sábado, 10, em Itajobi, interior de São Paulo. Os quatro ocupantes dos veículos morreram no acidente. A colisão aconteceu por volta das 23 horas, na Rodovia Cezário José de Castilho (SP-321), no trevo de acesso à cidade de Itajobi. Com o impacto frontal, os dois carros foram projetados para fora da pista e despencaram na ribanceira. Quando o serviço de resgate chegou, nenhum dos ocupantes dos automóveis tinha sobrevivido.

De acordo com a Polícia Militar Rodoviária, as causas do acidente ainda serão apuradas. Um dos veículos, um automóvel modelo Agile, levava três amigos que estavam a caminho de uma festa country em Itajobi. As vítimas, Renan Paulo de Francisco, 28 anos, Jair Aparecido Salomão Junior, 18, e Fabio Henrique Borba, também de 18, moravam em Borborema. O outro carro, modelo Golf, era dirigido pelo cirurgião dentista Leandro Ribeiro Carneiro, de 34 anos.

Carneiro era morador de Itajobi e muito conhecido na cidade. Seu corpo estava sendo velado, neste domingo, 11, no Velório Municipal da cidade. Os três amigos foram velados e sepultados, no fim da tarde deste domingo, no Cemitério Municipal de Borborema. A Polícia Civil abriu inquérito para apurar o acidente. Conforme a polícia, os exames realizados no local e a perícia nos automóveis devem ajudar a identificar as causas da colisão. 

Correções
12/11/2018 | 13h08

Três vítimas estavam a caminho de uma festa country em Itajobi e não retornavam de Catanduva. Renan Paulo de Francisco tinha 28 anos e não 34 como tínhamos publicado.

Relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.