Carrocinha vende espumante no Rio

Ipanema e Leblon estão com 99% de ocupação

CLARISSA THOMÉ / RIO, O Estado de S.Paulo

31 Dezembro 2011 | 03h01

Depois de uma semana chuvosa, o sol apareceu timidamente ontem, levando ânimo a quem ficou no Rio para o réveillon. Mas a previsão ainda é de chuva para hoje e amanhã.

Quem ficou nas proximidades da Rua Santa Clara, em Copacabana, pôde aproveitar também uma das novidades da estação - a carrocinha de espumante, com garrafas a partir de R$ 13. A iniciativa é da vinícola Miolo, que também tem pontos de venda nas Praias de Ipanema, Barra e Reserva. A bebida é servida à temperatura de 6°C a 8°C. "As pessoas ainda veem o espumante como bebida de comemoração, para ocasiões especiais. Mas também combina com a informalidade e a descontração da praia", aposta o enólogo Arley Pereira.

O casal de Minas Gerais Gisele Doné, de 55 anos, e Eduardo Silva, de 64, acredita que a carrocinha fará sucesso. "A gente já costuma vir no quiosque que vende champanhe na praia. Tem tudo a ver beber espumante geladinho nesse calor", afirmou Gisele.

Na areia, as turistas da Cidade do Cabo Tessa Raad, de 25 anos, e Kyra Bias, de 32, e a britânica Megan Allbama, de 30, tentavam se bronzear antes da virada. "O tempo está desanimador, mas o Rio é mágico. Tem muita energia", afirmou Megan. "É como a Cidade do Cabo, só que gigante", comparou Tessa.

Hotéis. A rede hoteleira alcançou ocupação de 96,57% na virada, segundo a Associação de Hotéis do Rio. Ipanema e Leblon foram os bairros mais procurados, com 99% dos leitos ocupados. A tragédia das chuvas no início do ano, que deixou 918 mortos, ainda tem reflexos sobre hotéis e pousadas da região serrana: a ocupação em Teresópolis ficou em 50% e a de Friburgo, em 60%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.