Carro superlotado fura bloqueio da lei seca e 2 jovens são presos

Polícia perseguiu veículo, que só foi parado após colisão. No carro, havia mais cinco adolescentes e PM achou arma e bebida

FABIANO NUNES, O Estado de S.Paulo

09 de junho de 2012 | 03h02

Dois homens foram presos e um adolescente foi levado para a Fundação Casa depois que o grupo furou, em um Corsa preto, uma blitz da lei seca na Barra Funda, zona oeste de São Paulo, na madrugada de ontem. O motorista estava armado e um dos adolescentes a bordo levava munição. Mais cinco jovens, com idade entre 15 e 18 anos, também estavam no carro.

Segundo a Polícia Civil, a blitz acontecia na Avenida Auro Soares de Moura Andrade, embaixo do Viaduto Antártica. Por volta da 1h, o Corsa foi abordado. Quando policiais notaram o excesso de pessoas dentro do veículo, foi dada ordem para que o motorista estacionasse. Mas ele não obedeceu e fugiu em alta velocidade.

Houve perseguição, mas poucos metros à frente o motorista Flaviano Soares de Brito, de 22 anos, perdeu a direção e bateu o carro no guardrail. Com o impacto, o Corsa ficou embaixo da barra de proteção.

Uma adolescente de 16 anos teve ferimento no rosto. Ela foi levada ao Pronto-Socorro da Santa Casa, onde foi medicada e liberada.

Dentro do veículo a polícia também encontrou uma garrafa de uísque e copos plásticos. Na cintura de Brito, estava um revólver Taurus, calibre 38, com duas munições intactas. Com o adolescente de 17 anos que estava no banco do passageiro, a PM ainda encontrou três munições.

O ajudante Márcio Alves da Silva, de 19 anos, que estava no banco de trás com quatro meninas, alegou ser o dono da arma.

O motorista também estava sem a Carteira Nacional de Habilitação(CNH). Ele fez o teste de bafômetro, que acusou 0,05 mg/l de álcool no sangue - abaixo do limite permitido pela lei seca, de 0,29 mg de álcool.

Os presos foram indiciados e acusados por desobediência à lei por furar bloqueio, porte ilegal de arma, dirigir sem habilitação e lesão corporal culposa (sem intenção).

O adolescente foi levado para a Fundação Casa e os dois jovens estão presos no Centro de Detenção Provisória (CDP) do Brás, na zona leste.

As adolescentes foram liberadas para os pais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.