Carro furtado e infração

DEFESA CONTRA AUTUAÇÃO NÃO FOI ACEITA

O Estado de S.Paulo

05 Janeiro 2013 | 02h02

No dia 1.º/8/2012 meu veículo foi furtado e tomei todas as providências legais, inclusive com o registro do Boletim de Ocorrência. Após o furto do carro, recebi uma notificação do Departamento de Operação do Sistema Viário (DSV) informando que o carro fora autuado por circular em dia não autorizado pelo rodízio. Preparei e apresentei um recurso contra essa autuação, alegando os motivos óbvios da multa (o carro tinha sido furtado, oras!), mas o pedido foi indeferido. Fiquei perplexo pela injustiça cometida!

MARCOS GERALDO FERREIRA / SÃO PAULO

A Secretaria Municipal de Transportes (SMT) e o Departamento de Operação do Sistema Viário (DSV) informam que o leitor não recorreu contra a multa, mas fez a defesa da autuação. O leitor pode interpor recurso em primeira instância na Junta Administrativa de Recursos de Infrações (Jari), para explicar os motivos de sua contestação, anexando as provas para que os julgadores possam tomar uma decisão. Caso o recurso seja indeferido nesta primeira instância, o leitor ainda pode recorrer em segunda instância, no Conselho Estadual de Trânsito (Cetran).

O leitor reclama: O DSV e a Secretaria Municipal de Transportes realmente se comportam como burocratas, quando esperamos algum resultado por parte deles. Vou entrar novamente com recurso. Eu já tinha entrado com um recurso contra a multa, mas disseram que fiz uma defesa contra a autuação, que, mesmo assim, não foi aceita. Infelizmente, estamos à mercê de "excentricidades" do Estado brasileiro.

AZUL LINHAS AÉREAS

Atendimento do site falho

A Azul Linhas Aéreas tem um sistema de compra de passagens pelo site que está aquém das outras companhias nacionais do mesmo ramo. Em 16/12 comprei duas passagens de Viracopos para Brasília, com embarque para 22/12. Não recebi nenhum comunicado por e-mail, mesmo fazendo parte do programa de pontuação da Azul. No dia 20/12 entrei no site a fim de fazer o check-in online e imprimir o bilhete. Mas não obtive sucesso. Tentei por meio do chat, mas esse serviço não funciona. No dia 21/12 entrei em contato com a empresa e fui informada de que houvera um problema com o meu cartão de crédito e que a compra não havia sido feita. Fiquei furiosa, pois não era problema de crédito! Disseram, então, que poderia ter sido um erro de digitação. Ora, em qualquer compra via internet, a empresa informa o status do pedido. Por que não recebi nenhum aviso para corrigir o erro? A atendente simplesmente disse que eu poderia comprar outra passagem pela internet ou pelo telefone, mas que o valor seria o atual. Resumo: comprei novas passagens pela TAM para o dia 24/12 e corri o risco de passar o Natal no avião. O que me deixa indignada é que em nenhum momento a empresa entrou em contato para avisar do problema. A Azul tem muito a aprender para ser considerada uma companhia aérea.

CARLA PERAZZETTA / SÃO PAULO

A Azul Linhas Aéreas informa que entrou em contato com a leitora para solucionar o caso.

A leitora reclama: A Azul entrou em contato, mas não deu uma resposta consistente. Ligaram para dizer que me encaminharam um e-mail, mas não resolveram nada.

PERDIZES

Ponto de ônibus danificado

Fiz fotos que comprovam um desrespeito com os usuários de ônibus e com a cidade de São Paulo: um poste de ponto de ônibus localizado na Rua Itapicuru, na altura do n.º 471, no bairro de Perdizes, está danificado e solto da base há, pelo menos, 3 anos. Por diversas vezes, o poste já foi retirado do lugar e jogado na calçada, tendo de ser recolocado pelos próprios usuários de ônibus. É muito descaso com os cidadãos.

MÁRCIO MENDES GRECA

/ SÃO PAULO

A SPTrans informa que já encaminhou o pedido para a recuperação da parada de ônibus indicada

pelo usuário e a manutenção

do ponto deve ocorrer em até

30 dias. Afirma, ainda, que a

prioridade para os consertos

são para os equipamentos que põem em risco os usuários.

O leitor comenta: Trata-se de um serviço rápido e fácil de ser executado e, além disso, o poste solto pode apresentar um relativo potencial de risco, se for utilizado por inconsequentes. Sugiro que a SPTrans acelere a regularização e o conserto desse ponto de ônibus, que, como já havia relatado, está abandonado há mais de 3 anos!

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.