Carreta gigante ainda interrompe trânsito, 48 horas após acidente

Uma carreta gigante que transportava um transformador continua tombada após se chocar na madrugada de sábado contra um muro em uma das alças de acesso da Avenida Washington Luís, zona sul de São Paulo. A carreta mede cerca de 100 metros e o transformador pesa cerca de 500 toneladas.

Marília Almeida, O Estado de S.Paulo

04 Julho 2011 | 00h00

São mais de 48 horas desde o acidente. A Tomé, empresa responsável pelo transporte do transformador, tentou remover a carreta na tarde de sábado, sem sucesso. Ontem, tentava remover a carga para então tentar retirá-la. A carroceria afundou no muro de uma empresa de eventos.

Cerca de 15 veículos, entre caminhões e guindastes, faziam parte da operação. A previsão da Companhia de Engenharia do Tráfego (CET) era de que o transformador fosse removido e os guindastes, retirados do local, até 6 horas desta manhã.

Caso contrário, o trecho da Washington Luís continuará bloqueado, o que exigirá uma operação especial da CET em toda a cidade, em vias como Avenida 23 de Maio, entre outras, para evitar entraves no trânsito. A avenida faz parte do eixo norte-sul e é uma das mais importantes da região. São cerca de 4.500 carros por hora no horário de pico.

Caso o transformador seja retirado nesse período, apenas a alça de acesso continuará interditada, ao menos até a noite desta segunda-feira. Nesse caso, haverá uma operação local de desvio de veículos para outras alças de acesso, com placas de orientação.

Lentidão. Ontem a lentidão no trânsito se iniciava no Viaduto Roberto Marinho, a cerca de 1 km de distância do local do acidente. A Eletropaulo aguardava a remoção do veículo para refazer ligações de energia na região, que também foram avariadas com a queda de um poste.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.