Carnaval no interior pode ser cancelado após motorista ser agredido e morto

Condutor de ambulância caiu a bateu a cabeça após ser chutado por jovem, provavelmene embriagado

Tatiana Fávaro, de O Estado de S.Paulo, com Central de Notícias

07 Março 2011 | 14h25

SÃO PAULO - A morte de um homem pode cancelar o carnaval de rua na cidade de Monte Alegre, a 130 km de São Paulo, nesta segunda-feira, 7. Um rapaz provocou a morte do motorista de ambulância Adécio Pompeu Carvalho, quando chutou a vítima, que caiu e bateu a cabeça.

Pessoas que participavam das comemorações carnavalescas na cidade notaram o estado alterado do rapaz após ele se envolver em uma briga e chamaram a ambulância. No caminho do hospital, ele chutou a porta da viatura e agrediu o motorista quando ele tentou colocá-lo de volta no veículo. O motorista foi socorrido ao hospital Ana Cintra, em Amparo, mas morreu antes de chegar ao hospital.

 

Segundo policiais da cidade, o estado do agressor provavelmente se devia ao consumo abusivo de álcool, mas a informação só será confirmada após a divulgação dos resultados do exame de corpo delito.

O rapaz de 18 anos foi preso em flagrante. Ele está preso em um centro de detenção em Serra Negra, a aproximadamente 10 km de Monte Alegre do Sul.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.