Carnaval do Rio entra no ritmo de festa do peão

Atração em Barretos, Unidos da Tijuca já ensaia música sertaneja ao som da bateria

Bruno Boghossian / RIO, O Estado de S.Paulo

04 de agosto de 2010 | 00h00

Mistura. Integrantes do clube que organiza a Festa do Peão de Barretos sambam com passistas da Unidos da Tijuca      

 

 

 

Nos primeiros minutos, as sensuais passistas da Unidos da Tijuca e os peões que batiam o pé timidamente ao som do samba-enredo da escola formaram um par inusitado. Só depois, quando o cavaquinho recebeu a companhia de uma viola e a música ganhou um tom sertanejo, o grupo conseguiu provar que a união do "jeitinho carioca com o jeitinho caipira" pode dar certo.

Atração especial da Festa do Peão de Barretos deste ano, a agremiação da zona norte do Rio promete levar para a gigantesca arena de rodeios do interior de São Paulo uma mistura ditada pelo ritmo de sua bateria, mas com versos das canções de artistas como Luan Santana e Daniel.

Mergulhada em uma programação musical cada vez mais eclética, que vai da banda Restart à musa Mariah Carey, a escola vai apresentar em 20 de agosto ao público do evento uma miniversão do desfile que ganhou o carnaval deste ano, acompanhada de uma trilha sonora composta por versões feitas sob medida para dez hits sertanejos.

"Algumas músicas sertanejas nos permitem fazer essa brincadeira com a bateria. São canções animadas, com uma levada que se encaixa muito bem no ritmo do samba", disse o diretor de carnaval da Unidos da Tijuca, Ricardo Fernandes, na apresentação do projeto. "Depois de um mês de ensaios musicais com nossos intérpretes e ritmistas, está tudo pronto para a apresentação." Na prévia do encontro, realizada ontem no barracão da escola, na zona portuária do Rio, dezenas de tropeiros tocaram berrantes, penduraram carnes em cordas e acenderam fogueiras para preparar comidas típicas - formando um cenário que só é comum no carnaval em alas que representam a cultura sertaneja.

"Esquenta". Todos os detalhes foram planejados para mostrar a integração entre os dois estilos. O "esquenta" para Barretos foi iniciado por um locutor de rodeios, que apresentou a escola de samba como se fosse um peão vencedor. No intercâmbio de linguagens, até o intérprete Serginho Gama entrou no espírito: enquanto cantava o samba-enredo, gritava "segura, peão!". "Já tinha cantado outros gêneros musicais além do samba: pop, rock, Michael Jackson e muitos outros. Sertanejo, vai ser a primeira vez", afirma.

Os peões de chapéu de couro, botas pesadas e lenços amarrados no pescoço dançaram animadamente ao lado de passistas com pouca roupa. E o violeiro Sandro Dhiacanga improvisou um arranjo caipira com os ritmistas da escola. "Sempre quis mostrar que é possível fazer o som da viola com a batida da bateria e acho que os estilos têm tudo a ver: a respiração do samba-enredo combina muito bem com a cadência da música sertaneja."

A mistura de estilos musicais na escola é um dos exemplos da ousadia que passou a marcar os desfiles de Paulo Barros, responsável pela criação dos desfiles da Unidos da Tijuca. "Em 2006, trouxemos uma orquestra ao barracão para o nosso enredo e conseguimos unir a música popular à música clássica. Mais uma vez, vamos provar que podemos aproximar estilos que parecem tão diferentes", avalia.

Ao apostar em alegorias em movimento e coreografias surpreendentes, o carnavalesco levou a escola, em fevereiro, a seu primeiro título em 74 anos. Em Barretos, a Unidos da Tijuca vai encerrar sua apresentação com a comissão de frente que fez história na Marquês de Sapucaí, trocando figurinos em poucos segundos, com truques de ilusionismo imperceptíveis aos olhos do público.

"Queríamos inovar na Festa do Peão, quebrar um paradigma", explica Marcos Murta, presidente do grupo responsável pela organização do evento. "A apresentação inusitada da comissão de frente da escola cria uma expectativa em torno da festa e vai chegar a Barretos com uma surpresa", promete.

Serviço

55ª FESTA DO PEÃO DE BOIADEIRO.

DE 19 A 29 DE AGOSTO.

INGRESSOS DE R$ 20 A R$ 300.

TEL.: (17) 3321-0000

E SITE WWW.INDEPENDENTES.COM.BR

Online. Ouça hits do encontro entre o samba e o sertanejo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.