Caravana da zona leste lota festa para cantor Luiz Ayrão

"Viemos no ônibus do (vereador Gilberto) Natalini, que saiu às 17h30 lá de São Miguel Paulista. Acho que valeu a pena. Conheci a Câmara e ainda teve festa", disse a aposentada Fausta Pacheco, de 60 anos. Na última terça-feira, ela participou do coquetel em homenagem ao cantor Luiz Ayrão, condecorado com o título de Cidadão Paulistano.

O Estado de S.Paulo

22 Abril 2012 | 03h04

A caravana reuniu cerca de 60 pessoas, da associação de moradores do bairro. Tanto a ida quanto a volta foram gratuitas, segundo os convidados. O "pacote" deu direito ainda a um minishow com nomes da Jovem Guarda - para homenagear Ayrão, estiveram presentes no plenário cantores como Silvio Brito, Martinha e Leo Maia.

No coquetel, Fausta elogiou a qualidade da comida e comemorou a chance de conhecer a cantora Martinha. "Não conheço o Luiz Ayrão, mas da Martinha sou fã", afirmou.

Acompanhado de familiares, o artista agradeceu a participação dos moradores de São Miguel e afirmou que a festa foi paga pelos amigos. "Cada um doou uma coisa e, no final, deu tudo certo. Fiquei muito honrado", disse Ayrão.

O vereador Gilberto Natalini (PV), responsável pela realização da sessão solene, afirmou que não pagou pelo fretamento do ônibus. "Nem qualquer despesa do coquetel. É o contribuinte que paga e também recebe essas homenagens, que estão previstas no regimento da Câmara. Não há qualquer ilegalidade. São pessoas que fizeram muito pela cidade e merecem nossa gratidão", afirmou. Na última quinta-feira, Natalini também recebeu cerca de 300 dentistas na Casa. O motivo? Comemorar com dois dias de antecedência o Dia de Tiradentes. / A.F. e D. Z.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.