Capitão que julgava PMs por corrupção em atropelamento é preso por furto

CASO CISSA

, O Estado de S.Paulo

29 de agosto de 2010 | 00h00

Dois capitães da Polícia Militar do Rio e outros oito homens foram presos em flagrante furtando cabos de fibra ótica em Botafogo, na zona sul do Rio. Um dos oficiais, Lauro Moura Catarino, participava do julgamento dos PMs acusados de receber propina no caso do atropelamento e morte do filho de Cissa Guimarães, Rafael Mascarenhas. Horas antes de ser preso, Catarino participou da audiência na Auditoria Militar. Investigação da Polícia Civil concluiu que Catarino e o capitão PM Marcelo Queiroz dos Anjos eram os chefes da quadrilha que furtava cabos e faturava R$ 300 mil por mês. Os dois capitães devem ser demitidos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.