Capitania dos Portos faz operação em municípios do sul do RJ

Até segunda-feira, cerca de 100 militares vão fiscalizar barcos de turismo e embarcações de esporte e lazer

Thais Leitão, da Agência Brasil ,

15 Janeiro 2009 | 15h45

A Capitania dos Portos do Rio de Janeiro começou nesta quinta-feira, 15, a Operação Verão nos municípios de Angra dos Reis e Paraty, na região sul fluminense. Até a próxima segunda-feira, cerca de 100 militares, com o apoio de 16 embarcações, um helicóptero e um navio patrulha, vão fiscalizar barcos de turismo, como escunas e saveiros, e embarcações de esporte e lazer, como lanchas e jet skis.   Veja também: Banhistas se exercitam nas areias do Guarujá e Praia Grande Quadra de Bossaball é atração em praias do litoral de São Paulo     A operação é realizada anualmente para garantir a segurança de banhistas e das pessoas que estão a bordo das embarcações. Durante o verão, o movimento de barcos, lanchas e jet skis na região, conhecida como Costa Verde, chega a aumentar 50%.   De acordo com o comandante dos Portos do Rio, Wilson Lima Filho, além de reprimir irregularidades, a Marinha pretende conscientizar responsáveis pelas embarcações sobre a necessidade de cumprir a lei. Lima Filho explicou o objetivo do trabalho. "O mote da nossa operação é orientar e educar antes de notificar. Vamos abordar as embarcações e verificar toda a documentação, a lotação, a existência de coletes salva-vidas, extintores de incêndio, a inscrição na Capitania dos Portos."   "Além disso, vamos fazer uma campanha de conscientização para ampliar o senso de cidadania dos condutores. Não basta reprimir, é fundamental que eles [os condutores] tenha a consciência da necessidade de se obedecer leis e normas da navegação para evitar acidentes náuticos", acrescentou Lima Filho.   De acordo com a Capitania dos Portos, toda a Baía de Ilha Grande será fiscalizada, com prioridade nas áreas de maior concentração de embarcações de transporte de passageiros. Inspetores navais também vão realizar testes com bafômetro nos condutores que apresentarem indícios de consumo de bebida alcoólica.   Lima Filho destacou que, em caso de irregularidades, serão aplicadas multas que podem variar de R$ 40 a R$ 3,2 mil. Em alguns casos, os condutores podem perder a licença de condução e ter a embarcação apreendida.   Em 2008, a Capitania dos Portos inspecionou 10.400 embarcações e aplicou 2.400 notificações

Mais conteúdo sobre:
Verão2009 verão2009

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.