Capital sai do estado de atenção após chuva dar trégua

A previsão é de que, nas próximas horas, ela diminua e não ocasione novos transtornos na cidade

Ricardo Valota, da Central de Notícias,

14 Março 2010 | 19h30

O Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) retirou às 19 horas deste domingo, 14, o estado de atenção de toda a cidade de São Paulo após a chuva perder força. Desta vez, o alerta durou 1 hora e 20 minutos, contra os 45 minutos do começo da tarde.

 

As áreas de instabilidade associadas a passagem de uma frente fria trouxeram chuva que variou nos três estágios: fraca, moderada e forte, mas o total de pontos de alagamentos entre as 12h30 e as 19h30 chegou a apenas nove. De acordo com imagens de radar meteorológico do CGE, às 19h30 chovia moderadamente apenas no extremo sul, entre os bairros de Parelheiros e Engenheiro Marsilac.

 

Na Grande São Paulo, há registro de chuvas moderadas no ABC, Arujá e Itaquaquecetuba. Em Santa Isabel, a chuva já é considerada forte. As chuvas que deixaram a capital em atenção neste domingo ocorreram em dois períodos e atingiram com forte intensidade algumas localidades, provocando trovoadas, pontos de alagamento e queda de árvores, principalmente nos Jardins, em Pinheiros, Itaim Bibi e Lapa.

 

Às 13 horas e às 14h17, o aeroporto de Congonhas registrou rajadas de vento de 81 km/h e 61 km/h, respectivamente. Às 17h00, os ventos chegaram a 50 km/h no Campo de Marte. No mesmo horário, e também às 17h25, o Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, registrou rajadas de 38 km/h e 37 km/h. Segundo os meteorologistas do CGE, a previsão para as próximas horas é de que ocorram apenas chuva fraca ou chuvisco, que não devem ocasionar novos transtornos na cidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.