Paulo Laizo/FotoRepórter/AE
Paulo Laizo/FotoRepórter/AE

Chuva forte provoca queda de árvores e piora trânsito na capital de SP

A cidade chegou a ficar em estado de alerta para alagamentos; houve queda de granizo e o trânsito ficou de 30 a 50 minutos mais lento que o normal

Ludimila Honorato, O Estado de S.Paulo

05 Maio 2017 | 20h19
Atualizado 06 Maio 2017 | 01h44

SÃO PAULO - As chuvas que atingiram a cidade de São Paulo na noite desta sexta-feira, 5, provocaram queda de árvores na Vila Mariana e no Paraíso. O Corpo de Bombeiros do Estado recebeu pelo menos oito chamados do tipo na capital e na Grande São Paulo. Houve também queda de fio energizado em Perdizes, falha nos semáforos da Avenida Interlagos e congestionamento intenso. De acordo com cálculos do aplicativo Waze, o trânsito ficou de 30 a 50 minutos mais lento que o normal.

O Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) determinou estado de atenção para alagamentos em todas as regiões da capital, além das marginais do Tietê e do Pinheiros, às 19h21. O alerta terminou às 21h02, e o órgão registrou apenas um ponto de alagamento, na Avenida Rubem Berta, nos dois sentidos, e queda de granizo no Butantã e na Vila Mariana.

As chuvas foram provocadas por áreas de instabilidade que atuavam em Barueri, Santana do Parnaíba e Jandira e, junto com a baixa pressão atmosférica, se deslocaram para a capital e atingiram fortemente a zona leste e de forma moderada as demais zonas.

No Aeroporto de Congonhas, na zona sul, e no Aeroporto do Campo de Marte, na zona norte, as rajadas de ventos chegaram a 57Km/h e a 59Km/h no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos.

Transporte. Devido às chuvas, os trens da Linha 5-Lilás circularam com velocidade reduzida e maior tempo de parada entre as estações Capão Redondo e Adolfo Pinheiro desde às 19h35 desta sexta. A Linha Safira-12 também circulou com velocidade reduzida devido a problemas técnicos. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.