Cão sobrevive após ficar 12 horas enterrado

Um cãozinho vira-lata sobreviveu após ficar enterrado por 12 horas em uma casa de Novo Horizonte, interior de São Paulo. O filhote de aproximadamente quatro meses foi resgatado pelo vendedor Alexandre Rodrigues, da Associação de Proteção aos Animais, que recebeu a denúncia de um morador relatando que havia um cachorro enterrado vivo no quintal de uma casa.

CHICO SIQUEIRA , ESPECIAL PARA O ESTADO , ARAÇATUBA, O Estado de S.Paulo

08 Dezembro 2011 | 03h02

"Decidi entrar na casa, que não tinha ninguém, vi o local onde o cachorro tinha sido enterrado e resolvi retirá-lo", afirmou.

O animal está sendo tratado em uma clínica veterinária. A resistência física do cão surpreendeu os veterinários. Segundo a veterinária Viviane Cristina da Silva, o cachorrinho ficou desnutrido e desidratado e corre o risco de ficar cego. O bichinho tem sinais de maus-tratos.

Na polícia foi aberto um termo circunstanciado para apurar a ocorrência. Principal suspeito, o dono da casa está sendo investigado e poderá ser processado por crueldade contra animais. Ele não teve o nome divulgado pela polícia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.