Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Cantareira registra alta do nível de água e Guarapiranga cai

Principal manancial está com 18,9% da capacidade; reservatório da zona sul de São Paulo tem segunda queda consecutiva

O Estado de S. Paulo

25 Novembro 2015 | 11h33

SÃO PAULO - O Sistema Cantareira, responsável por abastecer 5,2 milhões de pessoas, voltou a registrar alta nesta quarta-feira, 25, segundo o relatório diário da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). O nível do manancial cresceu 0,2 ponto porcentual, chegando a 18,9% da capacidade. A pluviometria acumulada de novembro mais do que dobrou, e a chuva acumulada do mês é de 174 milímetros. 

Dos seis reservatórios que abastecem a Grande São Paulo e parte do interior, dois registraram queda. A Represa Guarapiranga, na zona sul de capital, que hoje abastece mais consumidores da Sabesp do que o Cantareira, caiu novamente, passando de 87,9% para 87,8%. Já o Sistema Rio Grande, no ABC paulista, teve decréscimo de 0,2 ponto porcentual e nesta quarta-feira está com 96,1% do nível total. O Alto Tietê, que hoje preocupa mais o governo do Estado do que o Cantareira, permaneceu estável em 15,1%. 

Outros mananciais. Os reservatórios Rio Claro e Alto Cotia também apresentaram elevação. Segundo a Sabesp, eles cresceram 0,1 e 0,4 ponto porcentual, respectivamente, ficando em 57,3% e 74,7%. 

Mais conteúdo sobre:
Sabesp

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.