Leonardo Soares/AE-17/05/2010
Leonardo Soares/AE-17/05/2010

Campeão de boxe some a caminho do treino

Ouro nas Olimpíadas da Juventude em 2010, David da Costa não é visto desde 6ª

BRUNO PAES MANSO, O Estado de S.Paulo

16 de agosto de 2012 | 03h04

Campeão mundial juvenil de boxe em 2010 no Azerbaijão, medalha de ouro nas Olimpíadas da Juventude, que ocorreram no mesmo ano em Singapura, e uma das promessas do boxe para a Olimpíada de 2016, no Rio, o pugilista David Lourenço da Costa, de 20 anos, está desaparecido desde sexta-feira, dia 10.

Segundo parentes e amigos, ele saiu de casa em Guarulhos, na Grande São Paulo, às 4 horas. Foi treinar em Santo Amaro, na zona sul, no Centro de Treinamento da Seleção Brasileira de Boxe. Ele dirigia seu Fiesta vermelho, placa DUM1645. Desde então, não deu mais notícias.

"Ele nunca fez nada parecido. O David liga sempre para avisar onde está", diz o amigo Paulo Rossine, que treinou com David.

Na terça-feira, o pai do boxeador, Ailton Cardoso, registrou o sumiço do filho no 15.º Batalhão da Polícia Militar. Ontem, foi ao 2.° Distrito Policial de Guarulhos para fazer boletim de ocorrência. Até a noite de ontem, no entanto, a polícia não havia conseguido encontrar nenhuma pista sobre o paradeiro do atleta.

Família de campões. Assim como os medalhistas capixabas Esquiva e Yamaguchi Falcão, treinados pelo pai, Edegard Fiorentino (Touro Moreno), o jovem pugilista desaparecido também se iniciou no boxe sob a orientação paterna. Ailton tem uma pequena academia em Guarulhos, onde treina os seis filhos, até as mulheres.

David é o mais velho de todos. Segundo Rossine, Igor, o irmão mais novo da família, conhecido como Meio Quilo, também foi campeão brasileiro de boxe.

"A família é fera. Todos entram em campeonatos para ganhar. São do mesmo nível do Yamaguchi e do Esquiva, com quem David disputou a vaga em Londres", disse.

O treinador da seleção brasileira de boxe, Claudio Aires, confirma o potencial do atleta. "Ele é um garoto esforçado e dedicado nos treinamentos. Não foi para Londres porque tinha menos experiência que os demais. Mas as chances para o Rio eram boas", disse o treinador, que chegou recentemente de Londres e ainda buscava informações sobre o desaparecimento de David.

Internet. A família preferia não arriscar qualquer hipótese sobre o sumiço. A namorada de David, que mora na frente da casa do lutador, também ajudava nas buscas. A informação sobre o desaparecimento passou a circular com mais força na segunda-feira, quando o pai de David começou a pedir ajuda pela rede social Facebook.

Na internet, Ailton pediu que pessoas que tenham informações sobre David liguem para o número (11) 8072-8052.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.