Caminhoneiro que derrubou passarela no Rio pede perdão às famílias das vítimas

Responsável pelo desabamento de uma passarela na Linha Amarela, no Rio, na última terça-feira, o caminhoneiro Luiz Fernando Costa, de 30 anos, pediu perdão às famílias das vítimas e disse que não percebeu que a caçamba do veículo que dirigia estava levantada. O acidente deixou cinco mortos.

O Estado de S.Paulo

03 Fevereiro 2014 | 02h04

"Perdão a todos. Se eu pudesse pedir, abraçar... Eu tenho família também. Tenho um casal de filhos. Cinco famílias destruídas. A minha poderia ser outra. Perdão mesmo", disse ele, em entrevista exibida na noite de ontem no Fantástico, da TV Globo, e gravada no hospital em que Costa está internado. No acidente, o caminhoneiro quebrou três costelas e sofreu lesões em vários órgãos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.