"Caminho do Imperador" irá revitalizar bairro da Liberdade

Projeto arquitetônico e urbanístico irá reconfigurar importante espaço da tradicional colônia japonesa

Agência Estado

29 Abril 2008 | 13h44

O prefeito Gilberto Kassab assina na manhã desta terça-feira 29, na Praça da Liberdade, um termo de cooperação entre a prefeitura paulistana e o Instituto Paulo Kobayashi para revitalizar o bairro da Liberdade, na região central de São Paulo. Denominado "Liberdade - Caminho do Imperador", o projeto arquitetônico e urbanístico irá reconfigurar a parte mais tradicional da colônia japonesa no município.   A revitalização abrangerá espaços públicos, fachadas de edificações, mobiliário urbano e equipamentos públicos. O projeto integra as comemorações do Centenário da Imigração Japonesa.   Desenvolvido pelo arquiteto Márcio Lupion, o projeto vai adequar a Liberdade aos moldes da arquitetura oriental. A primeira etapa dos trabalhos prevê o restauro e redesenho de fachadas, quatro viadutos, praças, jardins, ruas e calçadas. Também serão plantadas quatro mil árvores tradicionais do oriente ao longo do caminho percorrido pelo imperador do Japão quando da sua visita a São Paulo, há 10 anos.   A Praça Almeida Junior será dedicada à comunidade como espaço de contemplação, confraternização e lazer. No local, será esculpida uma estátua de Buda, com seis metros de altura, sobre fonte de flores de Lótus. A revitalização do bairro foi planejada de acordo com hábitos e cultura das comunidades japonesa, chinesa e coreana, todas presentes na Liberdade.  

Mais conteúdo sobre:
São Paulo Imigração japonesa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.