Helvio Romero / Estadão
Helvio Romero / Estadão

Acidentes nas marginais Tietê e Pinheiros prejudicam o trânsito nesta manhã em SP

Na Marginal Tietê, um caminhão tombou e a carga se espalhou pela pista; na Pinheiros, um carro bateu em um poste, que acabou caindo na via

Jéssica Otoboni e Paulo Roberto Netto, O Estado de S.Paulo

23 Agosto 2018 | 03h47
Atualizado 23 Agosto 2018 | 16h43

SÃO PAULO - Um caminhão carregado com cimento tombou na madrugada desta quinta-feira, 23, na Marginal Tietê, sentido Castello Branco, na zona norte de São Paulo, e provocou interdições na região. Segundo o Corpo de Bombeiros, ninguém ficou ferido. 

Por volta das 2h20, na altura da ponte Júlio de Mesquita Neto, as vias foram interditadas para que o veículo pudesse ser desvirado. A carga transportada se espalhou pela pista e equipes da Prefeitura de São Paulo trabalhavam no local para removê-la.

De acordo com informações da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), todas as faixas da pista expressa chegaram a ser interditadas. Por volta das 7h elas foram liberadas, mas o tráfego segue lento na região. No momento, a zona norte apresenta 17 km de congestionamento. Só na Marginal Tietê, no sentido Castello Branco, há 6,7 km de congestionamento na pista expressa.

Marginal Pinheiros

Na Marginal Pinheiros, sentido Castello Branco, um carro colidiu com um poste, que acabou caindo, também nesta madrugada perto da estação Pinheiros da CPTM, zona oeste de São Paulo. A CET informou que as faixas 2 e 3 da pista local e parte da calçada próxima à rua Sumidouro estão interditadas.

A Eletropaulo disse que está realizando a manutenção do poste e que não houve cortes no fornecimento de luz para os moradores da região, já que ele alimenta a rede de energia elétrica pública. A previsão é de que os trabalhos sejam concluídos ainda na parte da manhã.

A zona oeste registra 21 km de congestionamento. Na Marginal Pinheiros, há 1,3 km de congestionamento na pista local e 1,9 km na expressa. A CET pede que os motoristas evitem as regiões dos acidentes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.