Caminhão tomba e bloqueia marginal Tietê na zona oeste

Caminhão carregado de sacas de açúcar tombou e carga se espalhou na pista próximo ao Cebolão

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

30 de outubro de 2008 | 03h17

Uma carreta que vinha de Ribeirão Preto e seguia para o Porto de Santos, transportando cerca de 800 sacas de 50 quilos de açúcar cada uma, tombou e bloqueia, desde a 1h35 desta quinta-feira, 30, a pista expressa da marginal Tietê no sentido Penha-Lapa (Ayrton-Castello) antes da bifurcação existente entre as duas pistas, próximo ao acesso ao Cebolão, na região de Vila Leopoldina, na zona oeste da capital paulista.   Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), um caminhão e um guincho estão no local. Enquanto a carga é transferida para outro veículo agentes da CET tentarão arrastar a carreta para a lateral direita da pista local e assim liberar a via. Uma das caçambas que compõem a carroceria da carreta já foi desvirada, mas não há previsão de liberação.   O desvio é feito pela pista lateral. O motorista que chega à marginal pela Rodovia Anhangüera é obrigado a seguir pela pista local. Por causa da interdição, o congestionamento já chega ao Canindé, mais de 12 quilômetros, somando os corredores da pista local e expressa.   Opções   Neste horário, a maioria dos veículos que saem da zona leste em direção ao cebolão pela marginal Tietê tem como destino a marginal Pinheiros. Quem está na zona leste e ainda não passou pela Ponte do Tatuapé deve optar pelas avenida Salim Farah Maluf, Anhaia Melo, Juntas Provisórias, Presidente Tancredo Neves e Bandeirantes, acessando a marginal Pinheiros. Quem está na região da Casa Verde, na zona norte, o melhor é acessar o corredor das avenidas Antártica, Sumaré, Paulo VI, saindo na Henrique Schaumann e seguir em direção à avenida Rebouças, que também dá acesso à marginal Pinheiros.   Texto atulizado às 6h55

Tudo o que sabemos sobre:
marginal Tietêacidentetrânsito

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.