Câmera vai multar quem invadir as faixas de pedestre

Testes começam neste mês no centro e na Vila Mariana; plano no futuro é usar os 240 equipamentos espalhados pelas ruas de SP

Nataly Costa E Renato Machado, O Estado de S.Paulo

01 de setembro de 2011 | 00h00

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) começará a usar neste mês câmeras de monitoramento de trânsito para autuar motoristas que desrespeitam pedestres em cruzamentos da cidade. A iniciativa marca o início da fiscalização além dos limites do centro, onde condutores já estão sendo multados por agentes desde 8 de agosto. Em outras oito áreas da cidade, as autuações começarão no dia 19.

A CET tem 240 câmeras espalhadas pela cidade, que são monitoradas por cinco centrais. Nelas, os agentes da CET vão observar à distância nas câmeras quem deixa de dar preferência a pedestre na faixa com e sem sinal (ambas infrações gravíssimas), quem deixa de dar preferência a pedestre fora da faixa (grave) e quem para na faixa (média). A companhia está testando câmera por câmera para saber quantas têm definição suficiente para mostrar com nitidez manobras do infrator e, pelo zoom, placas de carros. Até agora, já são considerados aptos equipamentos de seis cruzamentos: Viaduto Santa Generosa e Rua Correia Dias (Vila Mariana), Ruas da Consolação e Maria Antonia (centro), Avenidas Cruzeiro do Sul e Zaki Narchi (zona norte), Avenidas Celso Garcia e Salim Farah Maluf (zona leste), Alameda dos Maracatins e Avenida Iraí, Rua Vieira de Morais e Avenida Santo Amaro (zona sul). Neste primeiro mês, as multas por câmera começarão no centro e na Vila Mariana.        

 

 Veja também:
link
Número de atropelamentos cai 64% em 35 cruzamentos após campanha
linkEm 10 dias de programa de defesa ao pedestre, CET já aplica 4 mil multas

 

Com as autuações à distância, o número de multas deve subir. "Mesmo que a gente não consiga autuar daqui (da central de monitoramento), poderemos ver qual cruzamento está tendo mais problemas e mandar um agente para lá", diz o superintendente de engenharia de tráfego da CET, Mario Rodrigues dos Santos.

Por enquanto, as infrações de desrespeito ao pedestre serão o alvo da companhia, mas a intenção é expandir o uso das câmeras para flagrar outras irregularidades, como estacionamento irregular ou ultrapassagem de sinal vermelho. A longo prazo, a companhia também pretende trocar câmeras de baixa resolução por outras de maior tecnologia. Por enquanto, a operação tem custo zero para a CET, porque está sendo feita com tecnologia já disponível.

Ampliação. A partir de hoje, haverá ações educativas nas oito novas áreas de proteção ao pedestre e no entorno de seis corredores de ônibus, onde as multas começarão no dia 19. Essas áreas incluem cruzamentos no Jardim Paulista, Brás, São Miguel, na Penha e Vila Maria e em Sapopemba e Itaquera.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.