Camelôs regularizados voltam a montar barracas no Brás

Vendedores suspenderam os trabalhos em 20 de agosto, quando ação Feirinha da Madrugada foi proibida

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

06 de setembro de 2007 | 14h47

Os cerca de 580 trabalhadores regularizados com Termos de Permissão de Uso (TPUs) voltaram nesta quinta-feira, 6, a montar barracas no Brás, na região central de São Paulo, segundo informações do jornal SPTV, da TV Globo. Os camelôs haviam suspendido, por receio, os trabalhos desde o dia 20 de agosto, quando uma força-tarefa impediu os ambulantes irregulares de montar a Ferinha da Madrugada. Além disso, uma portaria da Prefeitura impedia os regulares de trabalhar na região da Rua Oriente desde o dia 1º de setembro.  A decisão foi tomada depois de um confronto entre camelôs, a Polícia Militar e a Guarda Civil metropolitana, na madrugada do dia 30 de agosto. Na madrugada desta quinta, durante bloqueio na região da Rua Oriente, policiais militares apreenderam 60 sacos com mercadorias sem nota fiscal. Segundo a Subprefeitura da Mooca, cerca de 6 toneladas de eletrônicos, roupas e outras bugigangas foram levadas para depósitos da Prefeitura na região.

Tudo o que sabemos sobre:
camelôs do Brás

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.