Camelôs do Brás protestam e 'enterram' Kassab em passeata

Grupo é contra decisão da Prefeitura que proíbe montagem de barracas nas ruas do bairro

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

22 de agosto de 2007 | 11h19

Pelo terceiro dia consecutivo, um grupo de vendedores ambulantes fez uma passeata pelas ruas do Brás, bairro da região central de São Paulo. Nesta quarta-feira, 22, eles voltaram a protestar contra a decisão da Prefeitura, que proíbe a montagem de barracas nas ruas da região e fizeram um enterro simbólico do prefeito Gilberto Kassab (DEM), segundo informações da Rádio Eldorado. A Prefeitura proibiu novas emissões de Termos de Permissão de Uso (TCUs) para que os camelôs pudessem trabalhar no bairro. Por volta das 10h30 desta quarta, os manifestantes ocupavam toda a Rua Oriente e se dirigiam pela Avenida do Estado em direção à Prefeitura, no Viaduto do Chá, onde pretendiam se encontrar com o prefeito. Por conta da caminhada, o trânsito ficou complicado na região. Texto ampliado às 12h49 para acréscimo de informações.

Tudo o que sabemos sobre:
camelôs no Brásprotesto de camelôs

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.