Câmara vai avaliar venda de terrenos

O prefeito Gilberto Kassab (sem partido) enviou ontem à Câmara Municipal dez projetos de lei que pedem autorização para a venda de terrenos da Prefeitura. A lista, antecipada pelo Estado há duas semanas, inclui o quarteirão de 20 mil m² do Itaim-Bibi, as usinas de asfalto da Barra Funda e de Santo Amaro e imóveis na Marginal do Pinheiros, na Mooca e no Pari.

Diego Zanchetta e Rodrigo Burgarelli, O Estado de S. Paulo

02 de junho de 2011 | 09h22

O preço inicial dos imóveis foi avaliado em R$ 108,8 milhões, mas a legislação federal obriga que uma nova avaliação seja feita quando a licitação for lançada e esse valor deverá subir. O mais valioso é o terreno do Itaim-Bibi, que está avaliado em R$ 38 milhões - a administração acredita que o valor final após a concorrência pode chegar a R$ 200 milhões.

Outros dez imóveis que já contam com autorização do Legislativo também deverão ser alienados pela Prefeitura nos próximos meses. A administração diz que vai usar o montante arrecadado nas vendas para a construção de creches - zerar o déficit de 120 mil vagas no ensino infantil foi uma das promessas de campanha de Kassab.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.