Câmara de SP suspende votação sobre feriado em jogos do Brasil

Não houve quórum suficiente para aprovar o projeto; prefeito ainda pode decretar ponto facultativo para órgãos públicos

Adriana Ferraz, O Estado de S. Paulo

18 de junho de 2014 | 16h14

Atualizada às 17h16

SÃO PAULO - Por falta de quórum na Câmara Municipal, a votação do projeto que previa feriado para São Paulo em dias de jogo do Brasil foi suspensa na tarde desta quarta-feira, 18. Caso não haja nova decisão, o máximo que o prefeito Fernando Haddad (PT) pode fazer é decretar ponto facultativo para os órgãos públicos. 

A solicitação de feriado havia sido feita para evitar novo caos no trânsito na cidade não só na próxima segunda-feira, quando ocorre o jogo entre Brasil e Camarões, como nos demais. No dia 23 também ocorrerá a partida entre Holanda e Chile, na Arena Corinthians, em Itaquera, na zona leste da capital. 

Pouco antes da sessão na Câmara ser cancelada sem definição, o prefeito Fernando Haddad (PT), a vice-prefeita Nádia Campeão (PC do B) e o secretário municipal de Transportes, Jilmar Tatto, davam como certa a aprovação dos vereadores para o pedido do Executivo, durante uma coletiva de imprensa. "Hoje cedo liguei para o presidente da Câmara e pedi a ele que reconsiderasse, e pedisse aos líderes que reconsiderassem a decisão em relação ao projeto de lei que foi aprovado sobre a autonomia da Prefeitura em decretar feriado durante a Copa", afirmou Haddad. 

De acordo com Haddad, o projeto encaminhado antes do início da competição e que possibilitou o feriado na abertura do torneio, no último dia 12, sexta-feira, permitia que a Prefeitura decretasse feriados nos jogos do Brasil. "Isso foi suprimido da lei aprovada e solicitamos uma reconsideração. Nós entendemos que na segunda-feira haverá um jogo em São Paulo no começo da tarde e um jogo do Brasil no final da tarde, combinando isso com a volta do feriado, isso poderia trazer muitos transtornos para a cidade", afirmou o prefeito. 

Caso a Câmara dos Vereadores tivesse aprovado a medida, Haddad já sancionaria o feriado nesta quarta. Ainda de acordo com o Haddad, a aprovação da Câmara pode dar autonomia para a Prefeitura decretar feriado quando quiser nos jogos do Brasil. No entanto, segundo ele, os casos serão analisados individualmente. 

Na próxima segunda-feira, Holanda e Chile se enfrentam na Arena Corinthians, em Itaquera, na zona leste. Por conta da partida, a Radial Leste ficará interditada das 7h às 17h. No horário em que a via for liberada, a seleção do Brasil começa a partir decisiva contra Camarões. Apesar de a partida ser em Brasília (DF), a Prefeitura espera um dia de trânsito caótico em São Paulo, como o registrado na última terça-feira, na partida contra o México, quando a Companhia de Engenharia de Tráfego calculou 302 km de lentidão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.