Câmara avaliza ação com laudo

Nesta semana, a Câmara dos Deputados aprovou a regulamentação da internação involuntária. O procedimento terá como base laudo médico e poderá ser realizado com pedido da família, responsável legal ou autoridade de servidor público da área de saúde ou assistência social. A proposta de internação compulsória, determinada por processo judicial, foi retirada do texto.

O Estado de S.Paulo

25 Maio 2013 | 02h05

Outros pontos polêmicos, que alteram a Lei de Drogas, devem ser votados na próxima semana. Entre eles está o aumento da pena mínima para o tráfico de 5 anos para 8 anos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.