Câmara aprova R$ 42,1 bilhões de orçamento em 2013

A Câmara aprovou ontem proposta orçamentária de R$ 42,1 bilhões para 2013. Apesar das promessas de Fernando Haddad (PT) exigirem remanejamento de verbas, não houve mudança significativa no projeto formulado por Gilberto Kassab (PSD).

O Estado de S.Paulo

19 de dezembro de 2012 | 02h05

Com essa estratégia, o petista poderá remanejar os recursos por decreto, em um limite de até 15% do valor total - prática usada pela atual gestão e amplamente criticada pelo PT.

O dinheiro previsto para pagar subsídios da passagem de ônibus, por exemplo, continuou estimado em R$ 660 milhões, mas só neste ano já foram gastos R$ 940 milhões e a previsão é de que outros R$ 400 milhões sejam necessários para criar o bilhete único mensal. O fim da taxa da inspeção veicular, que custaria R$ 180 milhões, também ficou sem orçamento. Para José Américo (PT), pré-candidato à presidência da Casa, a margem de remanejamento garantirá as promessas. / D.Z. e RODRIGO BURGARELLI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.