Paulo Pinto/AE
Paulo Pinto/AE

Câmara aprova projeto que livra motorista da multa do rodízio

Proposta cria advertência por escrito; PL deve ser votado em segunda discussão até o fim do semestre

Diego Zanchetta, O Estado de S.Paulo

04 de abril de 2013 | 13h08

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou ontem à noite um projeto de lei, do vereador Mario Covas Neto (PSDB), que acaba com a multa aplicada aos motoristas infratores do rodízio municipal de veículos. A proposta cria uma advertência por escrito, livre de encargos financeiros, para os infratores.

O benefício será válido só para os não reincidentes da infração nos 12 meses anteriores.

Segundo a assessoria de Covas Neto, "a ideia do projeto é minimizar os efeitos nocivos do trânsito aos bons condutores". Os pontos referentes à infração, porém, continuam a ser computados na CNH dos motoristas.

O projeto deve ser votado em segunda discussão até o final do primeiro semestre.

"O projeto objetiva, simultaneamente, a educação do motorista e a compreensão da Prefeitura. Esta, ao abrir mão do dinheiro da multa, passa a entender que nem sempre o cidadão infringe a lei porque quer", informa a assessoria de Covas sobre o projeto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.