Câmara aprova mais 9 cargos comissionados

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou ontem, em segunda discussão, a criação de nove cargos comissionados na Casa. Os salários para direção da Escola do Parlamento e da Ouvidoria vão variar entre R$ 8.853 e R$ 10.712. Os dois órgãos foram criados neste ano pelo presidente da Câmara, José Police Neto (PSDB). O projeto também autoriza servidores que proferirem cursos e palestras na Escola do Parlamento a receber entre R$ 126 e R$ 321 por hora de aula. Também serão criados 30 cargos no Tribunal de Contas.

O Estado de S.Paulo

30 Novembro 2011 | 03h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.