Câmara aprova adicional para vigilantes

A Câmara aprovou ontem, em votação simbólica, projeto de lei que cria o adicional de periculosidade para vigilantes e seguranças privados. Em tramitação no Congresso desde 2003, a proposta amplia o artigo 193 da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) ao redefinir os critérios de caracterização de atividades perigosas no trabalho. O projeto agora vai à sanção da presidente Dilma Rousseff.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.