Câmara analisa proibir videogames violentos

LEGISLATIVO

, O Estado de S.Paulo

15 de outubro de 2010 | 00h00

Tramita na Câmara projeto de lei da deputada Sueli Vidigal (PDT-ES), que proíbe a locação e a venda de videogames que contenham cenas de violência a menores de 18 anos. Pela proposta, o estabelecimento comercial que descumprir a lei perderá o alvará de funcionamento. A autora argumenta que nos Estados Unidos já são impostas restrições. "Alguns desses jogos causam horror até em adultos", diz. "Eles banalizam a violência e mostram cenas chocantes da forma mais explícita."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.