TIAGO QUEIROZ / ESTADÃO
TIAGO QUEIROZ / ESTADÃO

Calor em São Paulo chega a 35,4ºC nesta quinta, 2ª maior temperatura para o mês desde 1943

Tempo seco fez Defesa Civil decretar estado de alerta. Frente fria fraca deve amenizar temperatura na sexta e no sábado. Previsão para domingo mostra volta do calor

Redação, O Estado de S.Paulo

12 de setembro de 2019 | 18h27

SÃO PAULO - O calor na cidade de São Paulo nesta quinta-feira, 12, chegou aos 35,4ºC, de acordo com dados divulgados pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Segundo o órgão, essa é a segunda maior temperatura para o mês de setembro desde 1943, quando começou a medição. Um estado de alerta foi decretado pela Defesa Civil em razão dos baixos índices de umidade relativa do ar, que ficaram abaixo dos 20%.

A temperatura desta quinta superou a marca observada nesta quarta-feira, 11, que já havia sido elevada e atingido a marca de 34,8 ºC. O Inmet destacou que, se considerados apenas os dados de setembro, o calor desta quinta foi o mais intenso desde 19 de setembro de 2015, o maior da série histórica, composta por 77 anos de observação. Se comparado com os números de todo o ano, não fazia tanto calor assim na capital desde 2 de fevereiro, quando os termômetros marcaram 35,9º C. 

Sobre a umidade, o órgão informou que a marca em torno dos 20% bateu o menor índice do ano, que havia sido de 24% no dia 1º de fevereiro. Foi a menor umidade registrada às 15h desde 11 de agosto de 2018, quando fora verificado 19%, segundo o Inmet.

O Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), da Prefeitura, informou que a propagação de uma frente fria fraca deve amenizar um pouco o tempo seco e o calor até o próximo sábado, 14. No domingo, 15, volta a fazer calor na cidade.

A máxima nesta sexta deve ficar em torno dos 22°C, “amenizando desta forma o forte calorão registrado nos últimos dias”, destacou em nota o CGE. Os índices de umidade do ar se elevam, onde os menores valores oscilam em torno dos 60%. No período da noite, acrescenta o órgão, não se descarta a ocorrência de garoa de forma isolada, em decorrência da circulação marítima provocada pela alta pressão atmosférica sobre o oceano.

No sábado, 15, a temperatura máxima apresenta discreta elevação e atinge os 25°C, enquanto as taxas de umidade do ar oscilam entre 50% e 90%. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.