Calor e falta de energia matam quatro mil frangos na região de Sorocaba

Aves estavam com 42 dias e faltava uma semana para o abate

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

29 de janeiro de 2014 | 16h18

SOROCABA - O calor excessivo e a falta de energia causaram a morte de pelo menos quatro mil frangos em uma granja de Pereiras, região de Sorocaba, na terça-feira, 29. Um temporal que atingiu a cidade causou queda de energia e deixou inoperantes os ventiladores usados para amenizar o calor. Com a ausência de ventilação, os frangos sofreram desidratação e morreram.

As aves estavam com 42 dias de vida e faltava uma semana para o abate. As mortes foram registradas em todos os aviários, em que são criados cerca de trinta mil frangos de corte.

Outro caso. Em outubro do ano passado, dez mil frangos haviam morrido no município de Porangaba, na mesma região, em consequência da queda de energia no sistema de refrigeração dos aviários.

A Elektro, concessionária de energia elétrica na região, informou que uma tempestade com descargas elétricas causou ocorrências de interrupção de energia em volume superior ao normal. No caso da granja, segundo a empresa, houve demora na comunicação da falta de energia.

Tudo o que sabemos sobre:
frangosSorocabagranja

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.