Caixa eletrônico de posto é roubado pela segunda vez em dois meses

Ladrões trancaram funcionários no banheiro e violaram máquina do banco Bradesco com um maçarico

Bruno Lupion, estadão.com.br

07 de abril de 2011 | 08h09

SÃO PAULO - Pela segunda vez em dois meses, um caixa eletrônico instalado em um posto de gasolina BR no km 12 da Rodovia Anhanguera, sentido capital, próximo à Marginal Tietê, foi alvo de ladrões armados. Os criminosos renderam dois frentistas, três taxistas e um caminhoneiro que estavam no local e, com o auxílio de maçarico, arrombaram o equipamento. A ação durou cerca de meia hora e ninguém foi preso até o momento.

 

Dois homens da quadrilha chegaram às 3 horas da manhã em um Palio Weekend e pediram para o frentista encher o tanque. Em vez de efetuar o pagamento de R$ 135 pelo combustível, o motorista anunciou o assalto e trancou as vítimas em um banheiro. Apenas um frentista permaneceu na área das bombas, atendendo os clientes que chegavam, sob supervisão de um assaltante que vestiu a camisa e o boné com a identificação do posto.

 

Um segundo veículo, não identificado, estacionou no estabelecimento com mais comparsas, que invadiram a loja de conveniência e foram direto ao caixa eletrônico do Bradesco. Eles violaram o compartimento, retiraram os maços de dinheiro e fugiram em seguida.

 

Segundo o frentista José Trindade da Silva, de 56 anos, há dois meses o posto foi alvo de ação parecida. "A única diferença é que hoje nossos pulsos foram amarrados com lacre plástico, da outra vez os ladrões usaram fita crepe", disse.

 

O caso foi encaminhado ao 33º Distrito Policial, de Pirituba, e a Polícia Civil deve requisitar as imagens das câmeras de segurança do posto para tentar identificar os criminosos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.