Cachorro é o problema que mais cresce em prédios

Não é o latido do cão ou o miado do gato que incomoda a vizinhança. O maior problema, segunda as administradoras, é a falta de disciplina dos proprietários dos bichos.

O Estado de S.Paulo

17 Dezembro 2011 | 03h06

"Donos permitem que animais façam xixi em qualquer lugar", reclama Fernanda Leme, síndica de um prédio de 25 andares no Brooklin, zona sul. "Já tivemos muitos casos de cachorros pequenos que avançaram em condôminos." Como são raças mansas, eles andam pelos corredores e áreas comuns do edifício sem focinheira. "É uma questão delicada até aqui no prédio, onde a maioria dos moradores se dá muito bem", conta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.